EDSON FREIRE. Poeta sedutor, suas palavras calam fundo....

Edson Freire. Poeta e escritor.

 Edson Freire, o poeta

Textos


A LUA NAS MINHAS TROVAS


Eu perguntei para a Lua:
"aí no céu o que fazes,
afinal, qual é a tua"?
Respondeu-me:"Faço fases".

A Lua tem fases tantas,
se vista no firmamento,
assumindo formas quantas
quando o mês em andamento.

Lá longe a Lua vagueia
na sua fase minguante,
mas, quando fica bem cheia,
parece menos distante.

A Lua no céu surgiu,
com a saída do Sol,
foi caminhando e sumiu
na chegada do arrebol.

Toda cheia e prateada,
a Lua fica exibida,
fala a estrela,enciumada:
"a luz dela é refletida".

Disse a Lua ao vagalume:
"tu não brilhas como eu."
Ele falou: "o meu lume
não vem do Sol, é só meu."

Junto à Lua,muito rente,
eu poderia morar ,
mas, perto do Sol,tão quente,
não há quem possa ficar.

Entre a Lua e o Sol ardente,
algum romance acontece,
pois na sequência crescente
a Lua, gorda, - aparece!.

Às vezes, quero fitá-la,
mas, a Lua foi pra onde?
Chama as nuvens pra ocultá-la,
brincando de esconde-esconde.

No céu a tela é apagada,
fecha a configuração,
quando a Lua é deletada
e acessada a escuridão.

A Lua cheia, luzente,
até alta madrugada,
parece que quer da gente
parceria na noitada.

Muitas vezes, eu procuro
lá no céu, tranquilidade,
sem luar, o céu escuro,
me provoca ansiedade.

A Lua foi visitada,
o homem já chegou lá,
mas na celeste morada
quem na Lua habitará?

Quando o homem lá andou,
como chamar o seu chão?
pois naquilo que pisou
certamente, terra, não!.

Austronautas lá chegaram,
mistérios são revelados,
por isso desencantaram
o luar dos namorados??
Edson Freire
Enviado por Edson Freire em 23/09/2012
Alterado em 24/09/2012


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras