EDSON FREIRE. Poeta sedutor, suas palavras calam fundo....

Edson Freire. Poeta e escritor.

Textos

UM ACHADO - Cenas da cidade.
     É o andarilho, catador de lixo.
     Perambula  pela cidade grande numa busca pelos vários cantos das praças ou nas calçadas, frente aos edifícios. Um caixáo sobre precárias rodas é movimentado  para recolher os achados. Faz a costumeira triagem para a posse aos pertences rejeitados e abandonados.
     Num  local um pouco escondido, vê uma caixa.   Aproxima-se; a caixa está semi-aberta.  Curioso, olhos e mãos procuram o conteúdo.  Dentro, algo enrolado. Tirou os vários panos. Então, tocou o inesperado conteúdo.
     Era uma  criança!  
     No momento, o mísero andarilho se esqueceu que não tinha mínimas condições de ficar  com o vivo achado. Mas, seu  coração, alegrado por olhos em lágrimas, dizia, através de lábios trêmulos:  o que é achado, não é  roubado.  Eu  achei, o  bebê é  meu!


                                                        Edson  Freire
Edson Freire
Enviado por Edson Freire em 25/11/2009
Alterado em 30/09/2012


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras