EDSON FREIRE. Poeta sedutor, suas palavras calam fundo....

Edson Freire. Poeta e escritor.

Textos

Chegada do ano novo
       Pega-se  o  todo.
       Divide-se esse todo em partes.
       Eu falo de um todo que é eterno. Assim sendo, como  dividí-lo?
       Como fazer para a divisão de algo com o tamanho do  infinito?
       Mas,  a gente faz de conta que é possível  dividir o tempo. Va-
mos transformá-lo em  pedaços menores e maiores. Vamos inventar e nomear tais pedaços em segundos, minutos, dias, meses, anos....
       Nessa divisão, destaquemos o  chamado  Ano.   Servirá de medida padrão para de vez em quando a gente tomar consciência que continuamos  vivos. Vivos e festivos por ocasião da troca, significan-
do partida e chegada,  entre dois anos.    Agora, por ex., está chegando o ano 2010  e  o 2009  indo  embora.  Nessa troca, é costume ou  mania a gente pedir  muita  coisa ao novo  ano.  Até
excessos, como a realização de sonhos e milagres.
        Desejos e mais  desejos e que o novo ano traga tudo na bagagem chamada  felicidade.
        Todavia, algo muito importante para  a  continuidade do nosso prazer,  enquanto  vivemos,  é  o  pedido  presente  em cada coração.
        Que o bem-vindo ano  novo não  troque o  velho amor por  nenhum outro, por mais  novo  que  seja!
Edson Freire
Enviado por Edson Freire em 28/12/2009
Alterado em 28/12/2009
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Edson Freire. Poeta paulista.). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras